Total de Visualizações de Página

segunda-feira, 23 de março de 2009

Coisas Que Só Acontecem Comigo - Parte 2




Setembro de 1999. Depois de assistir a uma aula entediante do curso de engenharia resolvi ir velejar. O tempo estava com clima típico de inverno: Sol, frio e com muito vento. Para quem não sabe, setembro, em Porto Alegre, é conhecido como o "mês do vento". Dia de semana, eram umas 15hs, montei meu catamarã e saí. Pouca gente na água. Estava sozinho. Resolvi ir mais longe, ir para o sul, para pegar o vento limpo e mais forte. Passando Ipanema rumava em direção a Ponta Grossa. Algo terrível estava por vir. O barco capotou e não teve jeito de desvirá-lo. Soluções tinham três: ou esperar ajuda (ninguém me viu, pq alguém daria falta de mim?), ou dar um jeito de desvirar o barco, ou nadar até a margem e conseguir ajuda em terra, algo que só dependeria de mim. Foi o que fiz. Caí na água de long e colete salva-vidas. Sabia que iria ser terrível a sensação térmica e não deu outra. Nesses momentos é preciso ter disciplina, não exagerar nas braçadas para não ter cãibras e tampouco infarto! Foi o que fiz, pacientemente, braçada à braçada ia rumando a Ponta Grossa. Para quem não sabe a penísula da Ponta Grossa é uma região com mata nativa e algumas casas de campo de lazer. Tudo muito precário. Chegando na margem me deparei com pedras escorregadias. Foi difícil escalá-las. Poderia cair, me machucar, cortar o pé, a mão, etc. Tudo devia ser friamente calculado. Mais 5 min e estaria em terra. Mas as coisas não estavam fáceis aquele dia, pastores alemães começaram a latir e vieram em minha direção. Porra, e agora? Corri, corri, corri... Olhei para trás, desta vez tive sorte eles estavam encoleirados com aquelas correntes que permitem eles correrem espaços limitados. O clima estava sombrio. O frio que entrava nos meus pés era simplesmente intenso. Eu estava branco.
Achei uma estrada!! Aleluia, uma luz no fim do túnel, agora era chegar numa parada de ônibus e voltar ao clube. Caminhei durante uns 30 min e nem uma alma viva, muito menos para de ônibus. Foi quando um sr. que estava perto deu uma carona para mim até o clube. Detalhes da conversa:
-"Vou te levar para a cidade. Você vai morrer, está super branco, por favor, tome um cobertor...
- Obrigado, mas eu estou bem.
- Você não sabe o que está dizendo, olhe sua face no espelho!"
Puxa, eu tava sem expressão nenhuma. As minhas energias se foram. Eu era só adrenalina. Mas a pilha estava acabando.
Chegando no clube fui até a secretaria administrativa dar um esporro no pessoal. Depois disso estava crente que iam pegar uma lancha e buscar o barco para mim. Que nada! Pegamos um bote de borracha e levaram a mim mesmo (agora sem expressão facial nenhuma) para buscar o barco. Depois de 1h, quando já não havia mais luz, achamos a embarcação. Desvirei-a com a ajuda do bote quando apareceu a lancha do corpo de bombeiros.
-" Tudo certo ai? querem alguma ajuda?
- Agora não precisa mais (fdp!!!!!)"


Artigo publicado no jornal ZH do dia seguinte:
O VELEJADOR FERNANDO SILVEIRA FOI RESGATADO PELO CORPO DE BOMBEIROS DEPOIS QUE SEU BARCO CAPOTOU NAS IMEDIAÇÕES DA PONTA GROSSA.
Que mentira da braba, vou te dizer!
Regatado??? Eles não fizeram po... nenhuma!
Tudo bem...
Dizem meus amigos mais próximos que depois daquilo nunca mais fui o mesmo.
Esse artigo é para Shackleton ler!!!

domingo, 22 de março de 2009

Não me Acorde

video

Video é dedicado à apaixonada torcida colorada.

Estava decidido em não por nada de futebol, muito menos do Grêmio e do Inter, mas não resisti. Estou com esse video na cabeça a tempos (boto ou não boto, boto ou não boto,...). Sou contra a tudo que leva a exageros, principalmente a fanatismo por times de futebol. Acho que o motivo pelo qual resolvi postar esse video tem muito mais a ver com a oratória e coesão do nosso Luis Fernando Veríssimo que deram o brilho a esse filme do que pelo fato de ser propriamente do Inter. Logo, trata-se de uma exceção, ou seja, a idéia desse blog definitivamente não é falar de futebol.

Mesmo assim, aos que se aventurarem a passar por aqui e resolverem dar uma olhada, bom proveito!

sábado, 21 de março de 2009

ONGs, Rotary, Lions, Massonaria e afins




Quando era mais jovem participei de um facção do Rotary chamada Interact. Era para menores de 18 anos. Fui a convite de um vizinho e amigo de infância. Embora acha-se inicialmente meio tedioso e sem graça, na época não tinha noção da dimensão do valor dos nossos atos. Ademais foi uma boa oportunidade de conhecer pessoas realmente fantásticas.

terça-feira, 17 de março de 2009

Pérolas do Orkut



Um dos depoimentos mais incríveis que já vi no orkut:




Fulano: Eu e o Siclano nos conhecemos na primeira travessia a nado do oceano atlântico, éramos concorrentes. Havia 1 milhão de pessoas inscritas na competição. Saia de Londres com destino a Nova Yorque. Passamos pelo furacão Elba onde 766.000 pessoas morreram afogadas, outras 233.998 acabaram sendo arremessadas e foram parar na Baía do Guanabara. Isso era em meados da decada de 70.Eu acabei ficando em segundo lugar com 10 milésimos de segundo a mais que ele. Grande Siclano!! Grande abraço!! Na próxima tem a revanche!!!
(até aonde vai a criatividade...)

Coisas Que Só Acontecem Comigo - Parte 1



Quem conhece alguém que tenha sido MORDIDO por um cavalo????

Pois eu fui!! Com direito a levar pontos em três lugares diferentes na mão direita pelos médicos do Hospital Municipal! Isso aconteceu no longínquo 1° semestre de 1988. Local: Camaquã/RS




domingo, 15 de março de 2009

A Maior Tragédia Aérea Brasileira

Artigo que orgulhosamente publiquei no Jornal do Comércio sobre a maior tragédia aérea brasileira de todos os tempos:

"Vôo 3054
O meu irmão, João Paulo Mynarski Silveira, estava com passagem marcada para o vôo Porto Alegre-São Paulo, às 16:55hsdo dia 17. O vôo da morte. Acabou não embarcando. Na condição de irmão, fiquei bastante assustado, principalmente tendo em vista que nossas viagens (tanto as dele, quanto as minhas) para diversos estados do Brasil são frequentes. Viajamos a trabalho. Então reflito: do que adianta planejar uma carreira para daqui a 20 anos e viver nos privando de fazer mil outras coisas, por exemplo, se podem acontacer imprevistos desse tipo que são arapucas do destino que não têm saída? Isso sem falar na insegurança de uma grande metrópole como Porto Alegre... Quem já não ouviu falar de um amigo, conhecido ou familiar que não foi assaltado ou sequestrado? Vou mais além, quem não ouviu falar de que tenha acontecido fatos como esses nos últimos 2 anos?? Sei... um é problema social, o outro, não... Mesmo assim, casos como esses obrigam a gente a pensar mais na vida, a aproveitá-la de maneira mais eficaz em vez de se preocupar em besteiras e futilidades. Que pelo menos aprendamos e tiremos algumas lições dessa tragédia. (Fernando Mynarski Silveira - Engenheiro Avaliador de Empresas)"

Esporte é Vida



Desde o final de 2007 voltei a praticar corrida de rua, dessa vez com o grupo da Studio1. E essa foto ilustra uma das rústicas mais inesquecíveis, A Maratona de Porto Alegre/2008. Ela é também fundo de tela do meu computador.

Apaixone-se

video

Gostei desse video, está no meu orkut tb!

Seja Benvindo

Estou dando sequência agora a um projeto que é escrever um blog. Queria fazer isso há tempos, mas sempre batia aquela preguiça. Adoro escrever, mas confesso estar meio enferrujado. São 12hs e 32min desse domingo maravilhoso de março e espero, com o decorrer do tempo, dar melhor vazão às minhas idéias. Algumas coisas que pretendo fazer: pedir permissão aos meus amigos, namorada e familiares para que eu posso postar seus nomes aqui, adicionar videos que acho inteligentes, falar um pouco de bobagens e, é claro, relatar assutos diversos e pessoais (sem entrar muito em detalhes para preservar a minha privacidade).

Seja benvindo e boa viagem